O que é FACS?


Afinal, o que é FACS?

O que é FACS? Você sabe?

O Facial Action Coding System (FACS) é um sistema de mensuração científica das ações/movimentos faciais em seres humanos.

O Facial Action Coding System (FACS)

Foi publicado, originalmente, em 1978, por Paul Ekman e Wallace V. Friesen e é composto por códigos chamados Action Units (AUs), Action Descriptors (ADs), Moviments, Gross Behaviors Codes e Visibility Codes que correspondem à comportamentos faciais e às alterações de aparência de alguém.

Por meio da análise do FACS, a face humana é dividida em upper face (face superior) e lower face (face inferior), sendo que a duração expressão facial deve ser compreendida em 3 momentos: onset (início), apex (ponto máximo) e offset (término).

A codificação é o processo de analisar e transcrever uma expressão facial em elementos do código FACS. Esses códigos, por sua vez, também são mensurados em 5 níveis de intensidades.

pontuação análise FACS expressão facial paul ekman

(Exemplo de codificação da expressão facial por meio do FACS. Slide utilizado em cursos do CICEM).

Seu estudo possibilita, por exemplo, a identificação de emoções básicas e outros estados afetivos; a leitura de incongruências emocionais (mentiras) – durante uma conversa ou diálogo; a avaliação de uma face de dor real e falsa (ou fingida); a compreensão do efeito terapêutico ou persuasivo, dependendo do tipo de sorriso aplicado em uma situação específica; a identificação e o reconhecimento de microexpressões, macroexpressões, expressões sutis e muito, muito mais. É importante dizer que, de acordo com os próprios criadores deste código, uma formação mínima adequada em Facial Action Coding System tem de ter pelo menos entre 50h e 100h.

O Código FACS

Action Units – Unidades de Ação

São os principais elementos do código FACS e fazem referência à contração ou ao relaxamento de um ou de um conjunto de músculos da face humana.

Exemplos: AU 1 – Elevar a parte interna das sobrancelhas (frontalis, pars medialis); AU 4 – Aproximar as sobrancelhas (procerus, corrugator supercilii e depressor supercilii); AU 17 – Elevar o queixo (mentalis)

Action Descriptors – Descritores de Ação

Elementos que auxiliam a codificação e correspondem à alterações de aparência, mas não tem correlação discriminada a algum músculo específico.

Exemplos: AD 19 – Mostrar a língua; AD 30 – Movimentar a mandíbula para o lado; AD 37 – Limpar os lábios.

Moviments – Movimentos

Códigos que costumam sinalizar a combinação de AUs com movimentos de olhos ou posições de cabeça.

Exemplos: M55 – o onset simétrico da AU 14 é imediatamente precedido ou acompanhado pela inclinação da cabeça para a esquerda; M68 – o onset simétrico da AU 14 é imediatamente precedido ou acompanhado pelo rolar de olhos para cima.

Gross Behaviors Codes – Códigos de Comportamento Grosseiro

Códigos que apontam comportamentos e complementam algumas codificações.

Exemplos: 70 – Sobrancelhas e testa não visíveis; 72 – Face inferior não visível.

Visibility Codes – Códigos de Visibilidade

Nem sempre é possível o acesso total à face humana durante uma análise, dessa forma, o FACS também trabalha com códigos de visibilidade, que informam quando alguma parte do rosto não é visível.

A imagem abaixo ilustra os músculos e as Unidades de Ação (AUs) da chamada upper face (ou face superior), com foto do próprio Paul Ekman.

Facial Action Coding System Paul Ekman Action Units Upper Face

(Muscles underlying upper face Action Units. Retirado de: Ekman, Friesen & Hager, 2002, p. 15)

Base de Dados O Código FACS

O CICEM desenvolveu esta pioneira base de dados brasileira de revisão do Facial Action Coding System (FACS) com utilização de filmagem em Full HD. Este material reúne segmentos de imagem e vídeo que apresentam, de forma isolada e combinada, as AUs, ADs e Ms do FACS em modelo humano e são utilizados em nossos cursos e investigações.

Base de Dados Facial Action Coding System

(Exemplos da base de dados. Retirado de: Ferreira, 2017)

O CICEM também criou a 1ª base de dados pública do mundo! Acesse aqui o artigo de apresentação da Boomerang FACS Code Database.

FACS database Facial Action Coding System Base de Dados

Quer saber como funciona na prática?

Veja como funciona, em tempo real, a codificação das Unidades de Ação (AUs) do FACS com o vídeo abaixo que traz representações das 7 emoções básicas universais, com a leitura automática do FaceReader 7.0.

Veja também o 1º vídeo que fizemos com o CICEM PLAY explicando e trazendo mais informações sobre o FACS.

Quer saber mais e aprender a codificar e decodificar os comportamentos faciais?

Confira o calendário do CICEM ; ) De tempos em tempos oferecemos cursos que abordam o Facial Action Coding System. Saiba mais aqui: cursos do CICEM

Referências

Ekman, P.; Friesen, W. V.; & Hager, J. C. (2002). The Facial Action Coding System. (2nd ed.) Salt Lake City, UT: research Nexus ebook.

Ferreira, C. (2017). Base de Dados O Código FACS (BDCF). São Paulo: CICEM.

Ferreira, C. (2017). FaceReader 7 Basic Emotions Database (FR7BE). São Paulo: CICEM.

Para saber mais

Por um mundo mais emocional!

comunicação não-verbal linguagem corporal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *