Cinco fatores que descrevem a diferença entre humor e emoção

Em um trecho extraído de “The Nature Of Emotion”, o Dr. Ekman apresenta cinco fatores para determinar o humor versus emoção. Variações na duração, provocação, modulação, expressão facial e consciência de causa sustentam o argumento do Dr. Ekman para a diferença entre humor e emoção.

Duração

humor emoção diferença psicologiaNo debate entre humor e emoção, o humor pode ser distinguido das emoções em termos de sua duração e, presumivelmente, também em termos do circuito neural que direciona e mantém cada um desses estados afetivos. Embora não haja acordo sobre quanto tempo dura uma emoção, a maioria dos que estuda a diferença entre humor e emoção reconhece que o humor dura mais tempo. Eu tenho mantido (Ekman, 1984) que as emoções são breves, tipicamente durando de uma questão de segundos a minutos, no máximo.

Assim, quando falamos de uma emoção que dura por um período de tempo prolongado (horas), é mais provável que estejamos somando episódios emocionais recorrentes dentro desse período de tempo e não experimentando uma emoção constante e consistente. O humor, no entanto, pode durar horas, às vezes até dias, e pode ser difícil de abalar. É importante notar que, se um determinado estado perdura por semanas ou meses, não é um estado de espírito, mas mais adequadamente identificado como um transtorno afetivo.

Provocação de emoção

Para aumentar a complexidade de seu relacionamento, o humor parece diminuir o limiar necessário para despertar emoções relacionadas. Um exemplo disso seria quando você está com um humor irritado e se sentindo irritado com muito mais facilidade do que o habitual.

Quando estão com um humor irritável, as pessoas constroem o mundo ao seu redor de uma maneira que permite, senão exige uma resposta raivosa, como se estivessem buscando uma oportunidade para se entregar à emoção relevante ao seu humor.

Modulação da emoção

Olhando para o gerenciamento de emoções versus humor, torna-se significativamente mais difícil modular (regular) a (s) emoção (ões) se elas ocorrem durante ou dentro de um estado de espírito. Presumivelmente, uma pessoa com um humor irritável não será capaz de modular um episódio de raiva com a mesma facilidade ou rapidez que de outra forma. Não só a raiva durante um humor irritável deve ser mais intensa e menos controlada, ela deve decair mais lentamente (durar mais tempo).

Expressões faciais

Outra característica usada para discutir a diferença entre estados de espírito e emoções é a expressão. Os humores/estados de ânimo não possuem a sua própria expressão facial enquanto muitas das emoções o fazem. A pessoa sente um humor irritável ao ver muitas expressões faciais de raiva, mas não há expressão facial própria de irritabilidade, nem para qualquer outro humor, traços emocionais ou transtornos afetivos.

7 Emoções Básicas - Comportamento das Emoções CICEM

7 emoções básicas apontadas por Paul Ekman (Face neutra, raiva, desprezo, aversão, medo, alegria, tristeza e surpresa. Para mais informações: http://cicem.com.br/7-emocoes-basicas-universais/)

Consciência da causa

Embora eu não saiba de nenhuma evidência direta para apoiar essa afirmação final, proponho que a maioria das pessoas possa especificar o que desencadeou uma emoção, mas não consegue fazê-lo por um humor. Os gatilhos podem vir do ambiente em que estamos ou de nossa memória. Eles podem até ser imaginados.

Dizer que uma pessoa pode especificar o que provocou sua reação emocional não é sugerir que as pessoas normalmente estão cientes desse evento provocando a emoção que está ocorrendo. Se forem, é provável que o evento esteja se desdobrando lentamente. Para a maioria de nós, nossa consciência da fonte para essa reação emocional não ocorre muito antes do episódio emocional terminar, se não for muito diferente. Os humores, no entanto, são mais opacos a esse respeito.

 

Por Paul Ekman, PhD

Paul Ekman é um conhecido psicólogo e co-descobridor de microexpressões. Ele foi nomeado uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista TIME em 2009. Ele trabalhou com muitas agências governamentais, nacionais e estrangeiros. O Dr. Ekman compilou mais de 50 anos de sua pesquisa para criar ferramentas abrangentes de treinamento para ler as emoções ocultas das pessoas ao seu redor.

#CICEMTraduzPraVoce

Texto original publicado aqui: https://www.paulekman.com/blog/mood-vs-emotion-difference-between-mood-emotion/

Para saber mais

Por um mundo mais emocional!

comunicação não-verbal linguagem corporal


1 Comment

Ana Teruel Katsuno · 21 de março de 2019 às 23:16

Que ótima leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comunicação Não-Verbal

Base de Dados Pioneira do CICEM é Apresentada na UFSCar

Entre 15/07 e 20/07 aconteceu a IV Escola de Inverno sobre Cultura, Linguagem e Comportamento Simbólico (CLiCS) no campus de São Carlos da UFSCar. No último dia, sábado (20), pudemos apresentar à comunidade e aos Leia mais…

#CICEMTraduzPraVoce

Microexpressões diferenciam as verdades das mentiras sobre as futuras intenções maliciosas

Finalmente! A primeira evidência científica de que micro expressões são a chave para a detecção de dissimulação! Embora vem acontecendo um consenso geral de que as micro expressões desempenham um papel significativo na detecção de Leia mais…

Cursos

CICEM Promove Grupo de Estudos Pioneiro Sobre Paul Ekman

Grupo de Estudos: A Linguagem das Emoções (Paul Ekman) – Online Será o primeiro grupo de estudos a discutir capítulo a capítulo da obra de Paul Ekman. Será online e fora do final de semana Leia mais…

error: Content is protected !!