Nesse texto reuni algumas informações básicas e importantes sobre o estudo da face humana e das expressões facias. Boa leitura!

Cerca de 10.000 Expressões Faciais

Você sabe quantas expressões uma face é capaz de fazer? A resposta nos é dada pelo psicólogo Paul Ekman, autoridade mundial no estudo das emoções e expressões emocionais. Com sua pesquisa, Ekman (2003) concluiu que a face humana pode realizar mais de dez mil expressões faciais distintas que, por sua vez, são controladas por cerca de 43 músculos faciais. Essas expressões levam em conta a contração, relaxamento, simetria e assimetria de ações musculares isoladas e combinadas.

Nós julgamos faces em milésimos de segundos

Nosso cérebro julga pessoas de forma muito rápida e, principalmente, por meio das faces dessas. No caso, estamos falando sobre características faciais e não sobre a expressão facial das pessoas. Essa diferença é importante e dialoga, respectivamente, com a comunicação não-verbal e com a linguagem corporal. Pesquisas realizadas por Janine Willis e Alexander Todorov (2006), que investigaram fenômenos relacionados à primeira impressão, descobriram que basta um décimo de segundo para formarmos a impressão de um estranho por meio de seu rosto. As impressões envolvem julgamentos como atratividade, simpatia, confiabilidade, competência e agressividade, por exemplo.

Existe um código científico para investigar as expressões faciais

Para estudar as expressões faciais com metodologia e rigor científico foi desenvolvido o Facial Action Coding System (FACS), que é um método de análise e mensuração de qualquer expressão facial realizada por seres humanos. O código FACS estuda e cataloga os movimentos da face superior e face inferior (ações verticais, horizontais, oblíquas e orbitais), além de mensurar sua intensidade (em 5 níveis qualitativos), simetria ou assimetria e dinâmica (onset, apex e offset). O FACS foi criado por Paul Ekman e Wallace Friesen (1978) e revisado por esses autores que também contaram com a participação de Joseph Hager em 2002. O único grupo que desenvolve o FACS e tem autoridade para certificar pessoas é o Paul Ekman Group.

Expressões faciais universais

Você sabia que algumas das expressões faciais feitas por nós são universais e não dependem da nossa cultura, aprendizagem ou imitação? Essas expressões correspondem às 7 emoções básicas que, de uma forma resumida, quando experienciadas por qualquer pessoa da Terra afetam os mesmos músculos do rosto. Por exemplo, a surpresa envolve a contração do frontalis, do levator palpebrae superioris e o relaxamento do masseter, do temporalis e do internal pterygoid (correspondendo à alteração de aparência que eleva as sobrancelhas, eleva a pálpebra superior, separa os lábios e causa a queda do queixo).

Exemplo da expressão de surpresa em avatar 3D anatômico e rosto humano feminino. Ferreira, (2018); Ferreira & Dalben (2019).

Micro expressões faciais

As pesquisas envolvendo as expressões emocionais humanas mapearam comportamentos faciais involuntários que revelam o que alguém está sentido. Esses comportamentos foram chamados de expressões micro-momentâneas, por Haggard e Isaacs (1966) e foram descobertos durante a análise de elementos da comunicação não-verbal entre paciente e terapeuta, visualizadas por meio de slow motion das sessões filmadas. Hoje, conhecemos esse comportamento facial como micro expressão facial e sabemos que acontece quando a pessoa tenta esconder aquilo que está sentindo. As micro expressões são expressões faciais que têm intensidade muscular muito baixa (geralmente entre A e B no FACS), duração muito rápida (geralmente entre 1/4 e 1/25 de segundo) e apontam para as 7 emoções básicas universais.

Para saber mais

curso lie to me paul ekman facial action coding system

O CICEM lançou seu 1º curso EAD – FUNDAMENTOS DA EXPRESSÃO FACIAL DA EMOÇÃO, com 5h/a (mais materiais complementares) e ministrado por um dos maiores especialistas em Facial Action Coding System da América Latin, o psicólogo Caio Ferreira!

Saiba mais informações sobre o curso no link: http://cicem.com.br/curso-online-fundamentos-da-expressao-facial-da-emocao/

Referências e recomendações

Ekman, P. (2003). Emotions revealed: recognizing faces and feelings to improve communication and emotional life. New York, NY: Times Books.

Ekman, P.; Friesen, W. V.; & Hager, J. C. (2002). The Facial Action Coding System. (2nd ed.) Salt Lake City, UT: research Nexus ebook.

Ferreira, C. (2018). Estudos sobre a mensuração científica da face humana: vol. 1 – o guia do emocionauta. São Paulo: CICEM Ed.

Ferreira, C. & Dalben, H. (2019, Julho) Base de dados: Os músculos das emoções básicas 3D. Painel apresentado em IV Escola de Inverno sobre Cultura, Linguagem e Comportamento Simbólico. São Carlos, Brasil.

Haggard, E. A., & Isaacs, K. S. (1966). Micro-momentary facial expressions as indicators of ego mechanisms in psychotherapy. in l. A. Gottschalk & A. H. Auerbach (eds.), Methods of research in psychotherapy (pp. 154-165). New York: Appleton-Century-Crofts.

Willis, J., & Todorov, A. (2006). First impressions: Making up your mind after 100 ms exposure to a face. Psychological Science, 17, 592-598.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comunicação Não-Verbal

Base de Dados Pioneira do CICEM é Apresentada na UFSCar

Entre 15/07 e 20/07 aconteceu a IV Escola de Inverno sobre Cultura, Linguagem e Comportamento Simbólico (CLiCS) no campus de São Carlos da UFSCar. No último dia, sábado (20), pudemos apresentar à comunidade e aos Leia mais…

Comunicação Não-Verbal

Como conhecer os músculos da face humana pode ajudar no estudo do FACS?

Por que a anatomia da face é importante para o estudo do comportamento não-verbal?? Durante os cursos do CICEM, sempre explicamos e demonstramos quais músculos são responsáveis por quais AUs; ainda assim, muitos ficam com Leia mais…

Comunicação Não-Verbal

Infográfico: As Faces das Emoções Básicas

Conhece as principais exibições faciais das 7 emoções básicas universais? Confira no infográfico que preparamos para você. Quer saber mais? Inscreva-se já para o III Curso de Introdução à Expressão Facial da Emoção. Dia 24/03/2017 Leia mais…

error: Content is protected !!